Artigos

Como ler os rótulos dos alimentos no supermercado?

Muita gente ao fazer compras, olha as embalagens sempre com a mesma dúvida: Como ler os rótulos dos alimentos? Será que um alimento integral é integral mesmo?

Sempre que estamos nos supermercados, não raramente vemos consumidores muito preocupados com a saúde e com a qualidade da comida que levam para a casa. E estão certos. Muitos já se habituaram a olhar as tabelas nutricionais das embalagens, mas a grande maioria ainda tem uma dúvida: Como ler os rótulos dos alimentos?

E acredite, nem sempre, a informação que está no rótulo é a que pensamos que seja adequada para a nossa saúde. Tem muitos consumidores que também compram os alimentos motivados pela embalagem, pelo nome da marca ou pela propaganda – o que pode ser perigoso.

Imagine o risco, por exemplo, que corre uma pessoa que não pode consumir açúcar, mas que, ao se confundir, adquira um produto considerado “light” e cujo um dos seus componentes seja outro tipo de açúcar que ela desconheça?

Por isso, é sempre importante consultar a um(a) nutricionista para verificar, além das carências do organismo, os alimentos que realmente são saudáveis e que podem ser consumidos sem risco.

Valor calórico: Como ler os rótulos dos alimentos

Normalmente, quando as pessoas vão ao mercado, quando pensam em como ler os rótulos dos alimentos a primeira coisa que elas procuram é o valor calórico. E quem costuma reparar na quantidade desse alimento, que a informação nutricional do rótulo se refere?

Por exemplo, em uma caixa de cereal matinal de 150 gramas, ao olhar a informação nutricional você vai encontrar as informações referentes a uma porção de 30 gramas, ou seja, três quartos de xícara e não da quantidade total de 150 gramas da embalagem.

Esse é um erro bem comum, então fique atento na quantidade da porção.

Macronutrientes

Na tabela nutricional, além da informação calórica, também se pode encontrar as informações referentes aos macronutrientes, ou seja, carboidrato, proteína, gordura e suas quantidades em gramas.

Outras informações também importantes nos rótulos são a quantidade de fibras, sódio e outras vitaminas e minerais.

Dependendo da carência de seu organismo, com relação a algum destes minerais, vitaminas ou macronutrientes, um alimento pode ser tanto um vilão como um energético muito bem vindo!

O que é “VD”?

A porcentagem VD significa “valor diário”. Essa porcentagem indica a quantidade de calorias e de nutrientes que o alimento apresenta em relação a uma dieta de, em média, 2.000 calorias por dia (recomendada pela Organização Mundial da Saúde para consumo adulto).

Então, uma embalagem de biscoito, por exemplo, cuja porção de quatro bolachinhas equivale a 30 gramas, possui 7% das calorias diárias, 6% da quantidade de carboidrato, 2% da quantidade de proteína diária e assim por diante.

Atenção: isso diz respeito à porção de 4 bolachinhas e não ao pacote todo!

Ingredientes

Muitas pessoas compram o produto pelo que chama atenção na embalagem e não se atentam a lista de ingredientes, mas a lista de ingredientes está relacionada também à qualidade desse produto.

Então, nestas horas, como ler os rótulos dos alimentos?

É sempre do maior para o menor, ou seja, o que o produto tem em mais quantidades para o que tiver menos em sua composição.

Exemplo: Um pacote de chocolate, a lista de ingredientes é composta de: Açúcar, gordura vegetal, farinha de trigo enriquecida com ferro e ácido fólico, cacau em pó, farinha de soja, e etc.

Integral ou comum?

Uma grande dúvida das pessoas é como ler os rótulos dos alimentos se esse alimento for o pão?

Então, fique atento se o primeiro ingrediente é feito de farinha integral, ou se existe na composição farinha de trigo enriquecida com ferro e ácido fólico, que é a mesma coisa que farinha branca.

Se não for farinha integral (sendo esta a sua preferência), não leve para a casa!

Produto “diet” ou “light”: Qual é a diferença?

Um produto light é aquele que tem a redução de algum nutriente como por exemplo açúcar e gordura de forma parcial e produto diet é quando tem a isenção de um nutriente, ou seja, ele não contém aquele nutriente.

Então por exemplo, se um iogurte apresenta uma redução de 50% das gorduras totais, ele é considerado “Light”. Se apresenta isenção de açúcar ou qualquer outro nutriente, ele é “Diet”.

Entre em contato:

Acredito, agora você já sabe como ler os rótulos dos alimentos ao fazer suas compras no supermercado.

Contudo, é muito importante agendar a sua consulta e manter seu corpo em dia. E sim, venha ao consultório para conversarmos mais e após a elaboração de uma dieta, eu lhe mostro de forma mais aprofundada a como olhar ainda melhor as tabelas nutricionais dos alimentos recomendáveis à sua saúde.

Para realizar a consulta nutricional presencialmente ou on line, entre em contato nos telefones 11 2307-8992 ou (WhatsApp) 11 99228-8515. Vamos conversar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *